Empreendedoras que largaram suas carreiras (de sucesso) para começar do zero

Insatisfeitas com o rumo de suas vidas profissionais, elas largaram as carreiras em que atuaram por anos e começaram uma vida nova

Já imaginou em ser o próprio chefe, mas desistiu quando pensou em largar o atual emprego? Pudera! Deixar de lado a estabilidade e a segurança de um emprego para começar um negócio do zero pode assustar e levar muita gente a hesitar na hora de investir em seu próprio negócio.

Afinal, o caminho não é fácil, é necessário ter muita dedicação e persistência para vencer os obstáculos e superar os desafios. Mas, empreender pode trazer bons resultados! Seja pela realização de investir em algo que esteja alinhado aos seus valores, pela flexibilidade de administrar seu próprio trabalho ou pelo retorno financeiro que aparece com o tempo, se tornar empreendedor pode ser um grande negócio.

Sílvia Pahins

“Eu tinha um emprego que muitos poderiam considerar como ‘o trabalho dos sonhos’. Um bom salário, jornada de trabalho de 6h, 30 dias de férias por ano, licença prêmio de 3 meses a cada 5 anos e a estabilidade da carreira pública. Mas, eu estava infeliz”, revela Sílvia Pahins, 32 anos, que hoje atua como coach e mentora de empreendedores.

Sílvia se formou em design e comunicação e atuou por alguns anos no mundo corporativo. Mas, por influência dos pais e medo do desemprego, acabou rumando para o serviço público. Passados 10 anos, Sílvia começou a se questionar se aquele era o lugar certo para ela, mas foi após o nascimento do filho que ela teve certeza que não queria mais ficar onde estava. Foi aí que ela decidiu fundar a própria empresa – a Patoá – oferecendo programas de educação online como: Empreenda com Propósito, Você em Ação e Supernova.

Hoje, o papel da coach é ajudar pessoas que também estão em busca de um trabalho que esteja alinhado com seus objetivos de vida. “Tenho certeza que fiz a escolha certa, sou muito feliz com o meu trabalho. Ajudo pessoas a desenvolver ideias, explorando oportunidades e tirando sonhos do papel”, conta.

Mudança de ritmo

Cibele Castro, 38 anos, é médica e desde que se formou trabalhou em diversas áreas da Medicina, até que 12 anos depois da graduação foi atuar no mundo corporativo. Mesmo com um emprego garantido e uma carreira sólida, Cibele estava insatisfeita com o trabalho, e sentia que faltava um propósito no seu dia-a-dia.

“Eu tinha estabilidade e uma segurança muito grande. Então, eu tinha medo de empreender, de não ter um salário no final do mês”, revela. Foi nessa busca por autoconhecimento que ela conheceu o trabalho da Sílvia Pahins. Cibele iniciou um processo de coaching e conseguiu, aos poucos, se libertar dos medos que a impediam de empreender, e fundou o próprio negócio.

Formada pela Sociedade Brasileira de Coaching e concluindo o MBA em coaching, atualmente Cibele é life coach e ajuda pessoas a encontrar o seu estilo de vida próprio, com base no autoconhecimento e em um ritmo de vida mais desacelerado.

“Eu vi de perto como a velocidade acelerada do mundo atual pode adoecer as pessoas e como sofrer por estresse pode parecer normal no ambiente de trabalho competitivo dos dias de hoje”, afirma Cibele. O slow lifeé um estilo de vida proposto por ela que possibilita diminuir essa velocidade acelerada e aproveitar muito mais a vida.

Mãe e empreendedora

May Martins

Maysa Martins, 31 anos, também é formada em design e trabalhou por mais de 10 anos no mundo corporativo. Até que em 2013, quando se tornou mãe, ela percebeu que o trabalho na empresa em que sempre sonhou estar já não fazia mais sentido.  Logo depois que voltou da licença-maternidade, ela começou a adoecer no trabalho, não queria passar tanto tempo longe do filho e ter que delegar os cuidados com ele a outra pessoa.

Foi nesse momento que ela conheceu o trabalho de Sílvia Pahins. Hoje May, como prefere ser chamada, quer ajudar outras mães a ver que é possível aliar a maternidade a um trabalho que as faça mais felizes e realizadas. “Toda mãe tem direito de ter mais tempo para os seus grandes amores. Essa é a minha bandeira”, revela.

Atualmente, May tem um blog de empreendedorismo sob a ótica da inovação e usa sua expertise para ajudar pessoas que desejam criar negócios inovadores com a perspectiva do design. “Empreender vale a pena, mas é preciso ter paciência. Não é da noite para o dia que ganhamos reconhecimento e retorno financeiro. A vontade de desistir vem, mas a mente precisa estar preparada para lembrar-se do porquê de termos iniciado a jornada”, afirma May.

Essas e outras histórias foram destaque durante o Empreenda 2016, um evento sobre empreendedorismo com foco no autoconhecimento, idealizado por Sílvia Pahins. O evento foi realizado em Florianópolis, nos dias 17 e 18 de setembro e reuniu mais de 200 pessoas de diversas regiões do Brasil. Durante dois dias, os participantes puderam ter contato com diversos cases, palestras, mesas redondas e exercícios.

Entre os palestrantes nomes como o do ex-jogador de vôlei da Seleção Brasileira, Bruno Zanuto. Após deixar as quadras, o atleta se tornou um empreendedor digital e criou o Método Power Mindset, que ajuda as pessoas a mudarem seu mindset para realizar suas metas. Para quem não sabe, mindset é a percepção da realidade que nós temos sobre nós mesmos, e ela pode ser modificada de acordo com os objetivos de cada um.

Além dele, outros nomes como Lígia Fabreti, criadora do projeto “Não é dieta, é vida” e colunista no Portal SuperEla; Pedro Superti, especialista em marketing de diferenciação; Kadu Molina, treinador de alto impacto, fundador da Moove Produções, maior empresa de entretenimento para eventos particulares do País, e coautor do livro “Liberte seu Poder”.

Também esteve presente no evento o escritor português Gustavo Santos, autor de diversos best-sellers entre eles o livro “Atreva-se a Viver”. Gustavo falou sobre amor próprio, comprometimento consigo e auto responsabilização. Para o autor, somos empreendedores da nossa felicidade e a consciência de quem somos é fundamental para alcança-la sem fugir da nossa autenticidade.

Ainda não há uma data prevista para a realização do próximo evento, entretanto quem quiser saber mais sobre o trabalho de Sílvia Pahins e o programa Empreenda com Propósito, criado por ela e que deu origem ao evento, pode acessar o site http://silviapahins.com/.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *