Mesquita sanciona Lei de Campanha do Laço Branco, da luta dos homens pelo fim da violência contra as mulheres

Hoje comemora-se o Dia do Laço Branco, uma campanha que tem como objetivo sensibilizar e conscientizar os homens, pelo fim da violência contra a mulher. No Brasil a Campanha virou lei em Junho de 2007, e desde então os Estados e municípios passaram a organizar atividades de conscientização de homens pelo fim da violência contra as mulheres.

Foi também no dia 6 de dezembro de 1989, um rapaz de 25 anos (Marc Lepine) invadiu uma sala de aula da Escola Politécnica, na cidade de Monteral, Canadá. Ele ordenou que os homens  saíssem da sala, permanecendo somente as mulheres. Gritando: “você são todas feministas!?”, ele começou a atirar e matou 14 mulheres, à queima roupa, e suicidou-se em seguida. O rapaz deixou uma carta na qual afirmava que havia feito aquilo porque não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia, um curso tradicionalmente dirigido ao público masculino.

d9e8a38c-7dcb-4505-b973-4583c5c710da

A única vereadora reeleita de Mesquita, na Baixada Fluminense, Cris Gêmeas, é autora da Lei 953 de 8 de Janeiro, que institui na cidade uma campanha de conscientização da luta dos homens pelo fim da violência, e adianta que a lei é um tipo de mobilização para que também homens que praticaram a violência e foram punidos , possam ser multiplicadores da campanha. “Os órgãos competentes de proteção às mulheres, trazem esses homens que são contra a violência ou que já cometeram atos de violência ressocializados, para que todos juntos conscientizem outros homens” afirma a vereadora que é ativa na luta pelo empoderamento da mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *