Direitos

Por Roberta de Souzabeta.souza@balzaqueando.com

No dia que você entender que o meu direito é tão importante quanto o seu, que a minha vida é tão especial quanto a sua, que o respeito precisa ser o pilar principal para qualquer tipo de relacionamento, talvez aí você se torne aquele ser que você adora fingir que é.

Não, a minha vida não é perfeita. Enfrento meus monstros (que não são poucos) todos os dias. Mas não suporto quem se faz de coitado, então nunca serei uma! E espero realmente um dia ser rica como você acha que eu sou.

Mas sim, sou feliz. E sim, levo minha personalidade, presença e felicidade por onde vou.

Desculpa, não posso fazer nada quanto a isso. Pense o que quiser.

Realmente não me interessa.

É como diz o ditado: você tem a sua verdade, eu tenho a minha.

Então… O que eu quero mesmo, pra valer, é poder ser um pouquinho feliz a cada dia. É superar meus medos, meus limites, minhas mazelas, meus defeitos e vícios. É errar, para poder aprender e crescer. É poder olhar de frente, quem quer que seja, não por ser fria, mas por levar a mente leve como só os que não vivem presos em mentiras conseguem.

É caminhar, seja como for, seja com quem for, seja para onde for, de cabeça erguida, mente leve e coração livre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *