Homens doam mais sangue que mulheres no Brasil

Por Renata Oliveira –  renata.oliveira@balzaqueando.com

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um boletim que detalha o perfil do doador de sangue no Brasil. Em resumo, a maioria é homem, tem mais de 29 anos, possui tipo sanguíneo O+ e vive principalmente nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país.

Os dados coletados até 2015, estão no 4º Boletim de dados de Produção Hemoterápica Brasileira (Hemoprod) e tem entre seus destaques o fato de o maior percentual de doadores ser do sexo masculino, tendência que tem se mantido pelo menos desde 2012, quando 63% das doações de sangue foram feitas por homens. No último ano analisado, 2015, eles foram responsáveis por 59,2% das doações, contra 40,7% das mulheres.

graficoEsta é uma preocupação dos hemocentros no Brasil, tanto que o Hemorio fez há 2 anos, uma campanha para que as mulheres passassem a doar com mais frequência, e teve como madrinha atriz Juliana Paes. Em 2014, apenas 35% das doações realizadas no Hemorio foram de mulheres.

De acordo com o relatório da Anvisa, houve também uma redução no número total de pessoas dispostas a doar sangue. Em 2015, foram aproximadamente 4 milhões, enquanto em 2014 foram 4,2 milhões — o maior número já registrado no Hemoprod. O índice superou o de 2013, quando 3,7 milhões de brasileiros se candidataram. A média anual, de 2010 a 2015, foi de 3,9 milhões de pessoas dispostas a doar.

O Brasil, porém apresenta uma taxa de doadores de sangue voluntários mais alta do que os países de média renda, que é de 11,7 doadores/1.000 habitantes, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

No entanto, os hemocentros brasileiros registram menos da metade da taxa de doadores dos países de alta renda (36,8 doadores/1.000 habitantes). Isso demostra que é preciso avanço nesse índice.

O levantamento foi preparado pela área técnica da Anvisa chamada Gerência de Sangue, Tecidos, Células e Órgãos. O boletim reúne informações a respeito do perfil do doador de sangue, além de produção, transfusão e descarte de hemocomponentes nos serviços hemoterápicos brasileiros.

MostrarImagemServiço:
Para doar, a candidata deve estar bem de saúde, ter entre 18 e 60 anos, pesar mais de 50 quilos, ter boa alimentação, não estar grávida nem ter tido filho nos últimos 3 meses, não ter tido Hepatite ou Sifílis, não ter doado nos últimos 90 dias (mulher), não ter ingerido bebida alcoólica nas 24h que antecedem a doação; ter dormido bem nas últimas 24h.

Todas as pessoas (homens e mulheres) que quiserem doar sangue no Rio de Janeiro, devem procurar o Hemorio que fica na Rua Frei Caneca, 8, no Centro, e funciona todos os dias, das 7h às 18h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *