Favela Mundo oferece 200 vagas para oficinas gratuitas na Zona Norte

Cursos são voltados para crianças e adolescentes de seis a 18 anos. Projeto já capacitou mais de 3.600 alunos desde 2009

O ano letivo está começando e com ele a preocupação do que fazer com as crianças no contraturno escolar, uma excelente opção é o Projeto Favela Mundo, no Engenho da Rainha. São 200 vagas gratuitas para oficinas de teatro, violão, canto coral, danças brasileiras, jazz e hip hop. O projeto está com inscrições abertas e conta com o patrocínio do Metrô Rio, Prefeitura do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura e do apoio do Instituto Invepar. As aulas começam no dia 06 de fevereiro, com duração de quatro meses.

O projeto chegou ao polo, que atende moradores das favelas da Galinha e do Jacarezinho, além dos de bairros adjacentes, em junho de 2016 – e até dezembro do mesmo ano atendeu 229 crianças e adolescentes. O público-alvo são crianças e adolescentes de seis a 18 anos, que estejam matriculados em alguma instituição de ensino – sendo esse o único pré-requisito para participar das atividades. “O objetivo do Favela Mundo sempre foi democratizar a cultura à crianças e jovens, e fazer com que eles tivessem uma opção de lazer e desenvolvimento saudável dentro das comunidades”, conta Marcelo Andriotti, diretor da ONG Favela Mundo (homônima ao projeto).

Segundo ele, as oficinas que ocorrem desde 2009 e já capacitaram mais de 3.600 alunos de 125 comunidades e periferias do Rio, Niterói e Baixada Fluminense não são apenas uma forma de adquirir conhecimento, também ajudam no desenvolvimento interpessoal e na mediação de conflitos: “Notamos ao longo dos anos, grande aumento no interesse pelos estudos, melhora nos relacionamentos e por projetos de vida”, avalia Marcelo, afirmando que conciliar as novas turmas do projeto com o retorno das aulas é mais do que propício – já que as oficinas ocorrem dentro de uma escola municipal, a Marechal Estevão Leite de Carvalho: “Faz com que o ambiente escolar seja transformado. O aluno começa a perceber o espaço de forma mais lúdica e quer estar na escola o dia inteiro.”

Cacau Fernandes583Sobre o Favela Mundo
O projeto fica em média um ano em cada comunidade, despertando o interesse dos alunos pela cultura, incentivando que continuem seus estudos nas escolas regulares, demonstrando a importância do desenvolvimento pessoal para o crescimento sadio.
A Favela Mundo e seus projetos são referência para a Organização das Nações Unidas, ONU, onde foi reconhecida como modelo de excelência em inclusão social nas grandes cidades (World Cities Day 2014). A entidade participou de vários eventos e encontros realizados ou apoiados pela ONU, o mais recente foi em agosto de 2016, no Marrocos, durante o NAIMUN – maior conferência mundial sobre terceiro setor. Foram 200 representantes de 30 países, e a Favela Mundo foi a única ONG brasileira participando do encontro, além disso, também representou o Brasil em eventos no México, Cuba e Estados Unidos.

Sobre Marcelo Andriotti
Criador e diretor da Favela Mundo. É ator e arte-educador da rede pública carioca, formado em Artes Cênicas pela UniRio (Interpretação e Licenciatura). Representou o Brasil, como convidado, em eventos culturais e pedagógicos, apresentando a ONG Favela Mundo no Marrocos, Cuba, no México e Estados Unidos, onde recebeu o aval das Organização das Nações Unidas, ONU, para a Favela Mundo.

Serviço
Favela Mundo abre 200 vagas gratuitas em cursos de violão, canto coral, danças brasileiras, jazz, hip hop e teatro.
Público: Crianças e jovens de 6 a 18 anos.
Documentação: cópia da Identidade, CPF e comprovante de residência.
Local: Escola Municipal Marechal Estevão Leite de Carvalho (Av. Pastor Martin Luther King Jr 3217, Engenho da Rainha).
Informações: 2236-4129 ou no local.
www.favelamundo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *