Pilates x Musculação: qual é a prática ideal para você?

Uma das dúvidas frequentes de quem busca um exercício para tonificar o corpo é sobre as diferenças entre a prática de pilates e musculação. “Os dois tipos de exercícios são excelentes para trabalhar a musculatura do corpo, mas a abordagem e a proposta de cada um deles é muito diferente”, comenta Douglas Paiva, educador físico da Pure Pilates.
Ao escolher entre uma modalidade de exercícios e outra, é preciso levar em consideração o seu estilo de vida e os seus objetivos. “No pilates, você usa principalmente o seu próprio peso corporal para fazer os exercícios e desenvolver os músculos, a resistência e a flexibilidade”, comenta Douglas.

Pilates pode prevenir lesões e trabalhar melhor a mente

Treinos com pesos podem trazer inúmeros benefícios como alinhamento da coluna, prevenção de dores musculares e atrofia. Exercícios de musculação também são indicados para retardar o envelhecimento dos músculos, trabalhar a autoestima e auxiliar no emagrecimento já que a prática melhora o funcionamento do metabolismo.

O pilates já que é um exercício que procura desenvolver não apenas o corpo, mas também a mente e o espírito de forma completa. Assim como a musculação, o pilates também desenvolve a musculatura, aumenta a força do tronco e alinha a coluna. Mas trabalha outros aspectos importantes para o desenvolvimento corporal, como a respiração, a flexibilidade e a concentração.

Pilates 

Indicado para desenvolver a flexibilidade e a concentração

Exercício de baixo impacto, o que previne lesões

No pilates, você usa principalmente o seu próprio peso corporal para fazer os exercícios

Alguns movimentos podem ser feitos sem equipamentos

Musculação

Indicado para retardar o envelhecimento dos músculos

Exercício de maior impacto, mais chances de lesão

Na musculação, você usa outros pesos para realizar os movimentos

Costumam exigir um ambiente com máquinas para exercer os movimentos

“O pilates ainda tem a vantagem de ser um exercício de baixo impacto, o que previne lesões e até serve, em alguns casos, como forma de tratamento fisioterapêutico”, completa Douglas Paiva.

Além disso, muitos praticam musculação com o objetivo de fazer com que os músculos cresçam e se desenvolvam, no entanto, se interrompida, não é incomum que a firmeza deles se perca. Já com o pilates os músculos se tornam definidos e mais fortes de forma permanente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *