Desvendando um pouquinho do mundo mágico de Petrópolis

Por: Carol Meneses – carol.meneses@balzaqueando.com

Não é nenhuma novidade que Petrópolis é conhecida como Cidade Imperial, pelo fato da sua história se confundir um pouco com a história do Brasil, principalmente por ter sido fundada pelo Imperador Dom Pedro II, recebendo o nome devido à junção dos nomes em latim de Pedro (Petrus) + cidade, em grego (Pólis), ficando “Cidade de Pedro”. Inclusive transformando a casa de verão de Dom Pedro e sua família na época do Brasil Império em Museu Imperial. Além disso ainda manteve a estrutura de construções da época do Império que dão um ar mágico e histórico à cidade.

Porém, o que pouca gente sabe, e que eu pude descobrir nesse último feriado é que essa cidade não é interessante apenas pela história e suas arquiteturas, mas também oferece muitas outras atrações como restaurantes de dar inveja a muitos restaurantes da capital, circuito cervejeiro, e claro uma fazer uma atividade que as mulheres adoram: Compras. E o melhor de tudo, fazer muitos desses passeios a pé, e ainda por cima apreciando a natureza e a estrutura da cidade. Como já conhecíamos tanto o Museu Imperial como o Palácio de Cristal, além de alguns passeios mais tradicionais, optamos por fazer um tour diferente. Ficamos hospedados no Centro, e como nosso interesse era desvendar alguns segredos da cidade, começamos pelo passeio na Cervejaria Bohemia, a primeira cervejaria do país, fundada em 1853 pelo alemão Henrique Kremer.

O passeio pela antiga fábrica tem início consiste em uma viagem ao mundo da cerveja, começando na Suméria (no Oriente Médio), região originária desse líquido sagrado. E contém muitos recursos tecnológicos – painéis touch-screen, som, luzes e vídeos em 3D -, o roteiro de uma hora e meia (com direito a degustações) continua pelas salas do Mestre Cervejeiro, dos ingredientes, da alquimia, da transformação e do envase… não apresentarei maiores detalhes, pois a graça é descobrir você mesmo as delícias desse passeio, principalmente no quesito degustação, pois ainda não dá para experimentar a bebida pelo computador. A Bohemia fica na rua Alfredo Pachá, 166 | Centro – Petrópolis/RJ e funciona de terça à quinta, das 12h às 17h; sextas, das 11h às 16h30; sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h30. E o tour custa: R$ 32 (inteira), R$ 16 (meia entrada e moradores de Petrópolis). À noite, fomos ao restaurante Imperatriz Leopoldina, que fica localizado dentro de um belo hotel com uma arquitetura histórica, ou seja, um passeio que já “alimenta” tanto os olhos, com sua bela estrutura, quanto a boca, com os pratos deliciosos servidos no estabelecimento, que fica na Av. Köeller, 376.

Já no segundo, e último dia, foi a vez das compras, passeamos bastante pelo Centro indo até a Rua Tereza, famoso polo de moda em Petrópolis, fizemos a festa, e o achado foi encontrar 2 botas “divas”, sendo uma pra mim e uma pra minha mãe. E esse achado foi na loja… Voltamos para o fofo e aconchegante Hotel York, localizado Rua do Imperador, 78 – Centro Histórico, Petrópolis – RJ e com um atendimento de 1ª qualidade, em especial o atendimento da Rita, e ficamos descansando até dar a hora de irmos conhecer a cervejaria Buda Beer, que fica na rua Rocha Cardoso, 166, Valparaíso, Petrópolis/R, toda hora eu enchia o saco dizendo que queria conhecer essa espécie de bar-restaurante e suas cervejas artesanais. Tive uma surpresa quando cheguei ao local e experimentei as cervejas. Isso porque essas cervejas eram realmente um líquido sagrado e o local era muito lindo e fofo, com um ambiente zen e pra cima, além do belo lema que eles transmitem: Viva a Vida Com Alegria. Lema que adotei para a vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *