O Carnaval é verde e amarelo: cinco cidades brasileiras para se jogar na folia

No segundo fim de semana de fevereiro até a quarta-feira de Cinzas (14), o país samba mais bonito. Isso porque o Carnaval toma as ruas e avenidas para deixar o Brasil cheio de glitter e muito gingado. Se antes a época tinha como destaque os desfiles de grandes escolas de samba, agora a moda dos bloquinhos de rua voltou com força e faz sucesso de Norte ao Sul do país. Pensando nisso, o ViajaNet preparou um roteiro especial com cinco locais que vão te fazer entrar no clima. Confira:

unnamed (4)

São Paulo (SP)

Há cinco anos, passear por São Paulo nessa época era sinônimo de serenidade. Afinal, os paulistanos aproveitavam as folgas para descansar e viajar. Porém, esse cenário mudou e agora a selva de pedra recebe trios com as mais diferentes propostas: o “Baixo Augusta” faz um mix de brasilidades, “Ritaleena” homenageia os clássicos da Rita Lee, “Tô De Bowie” faz releituras de David Bowie e o badalado “Meu Santo É Pop” tem como trilha sonora os maiores hits das divas pops do mundo. Não tem desculpa para ficar de fora.

unnamed (3)

Rio de Janeiro (RJ)

“Em fevereiro tem Carnaval” já dizia o poeta Jorge Ben ao descrever a Cidade Maravilhosa. Em 2018, foram mais de 500 blocos cadastrados, entre eles os aclamados “Banda do Leme”, “Cordão do Bola Preta” e “Suvaco de Cristo”. Diferentemente da Terra da Garoa, a música começa a tomar conta das ruas do Rio às 7 da manhã. Tome um dejejum reforçado e caia na diversão.

unnamed (2)

Recife (PE)

A abertura oficial do evento na capital recifense está marcada para o dia 9 de fevereiro, nomeado também o Dia do Frevo. O local busca inspiração nas raízes e exalta as tradições nordestinas com shows de maracatu, brega, axé e, claro, o frevo. Há ainda apresentações gratuitas de nomes consagrados da música, como Geraldo Azevedo, Luiza Possi, Lula Queiroga e Lenine, que sobem ao palco do Marco Zero para encantar aqueles que por ali passam.

unnamed (1)

Salvador (BA)

Os trios elétricos puxados por artistas, como Daniela Mercury, por exemplo, são atrações bastante caras. No entanto, o Carnaval Pipoca, organizado pela prefeitura da cidade traz opções gratuitas que percorrem as ruelas baianas. Uma boa indicação é o “Circuito Batatinha”, que coloca o público para balançar ao som de marchinhas antigas no Pelourinho. É diversão na certa!

unnamed

São João Del Rei (MG)

Em 2018, 64 blocos e 11 agremiações tomam as ruas de uma das maiores cidades históricas de Minas entre os dias 26 de janeiro e 13 de fevereiro. Com destaques para cordões como “Bandalheira”, “Lesma Lerda” e “Deixa o Mundo Girar”, os trios chegam a reunir até 20 mil foliões e contam com a presença de bonecos gigantes em meio ao público.

Fonte: NB Press Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *